terça-feira, 1 de novembro de 2011

O deserto e a tempestade.

Eu que era deserto.

Vivia deserto e incerto.

Ruminando minha aridez.

Devorando meu calor.

Mas eis que de repente.

Contrariando todas as possibilidades.

Veio a tempestade fazendo florir meu Oasis.

Pintando um arco Iris em um céu sem cor.

Mas a tempestade passou.

E então, lembrei de quem eu sou.

Deserto deserto, sem vida mas eterno.

E deserto a tempestade espero.

Markus Câmara. ainda primavera 20011

2 comentários:

  1. Lindo demais e estava bem inspirado!!!Uhulllll................Quem será a tempestade?????

    ResponderExcluir